O que é Motivação?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Muito se fala em motivação nos vários aspectos da vida, mas você sabe o que é motivação? Você sabe como ela pode transformar sua vida? A definição mais popular para a motivação é ter um motivo que possa nos conduzir a uma ação. Mas o que devemos nos atentar que não é qualquer motivo que nos desperta para termos motivação.

Há muitos fatores que envolve a motivação, tais como, forças biológicas, emocionais, sociais e cognitivas que ativam comportamento. No uso cotidiano, o termo motivação é frequentemente usado para descrever por que uma pessoa faz algo. Por exemplo, você poderia dizer que o aluno é tão motivado para entrar na faculdade, que ela passa todas as noites estudando.

Aprofundando mais podemos dizer que o termo motivação refere-se a fatores que ativam e direcionam o comportamento, levando à conquista dos objetivos.

O que é Motivação?

Componentes da motivação

Se eu perguntar qual é o principal componente da motivação, muitos vão dizer que é o desejo. Mas simplesmente ter o desejo de realizar algo não é suficiente. Alcançar essa meta exige a capacidade de persistir através de obstáculos e ter resistência para continuar, apesar das dificuldades.

Existem três componentes importantes para a motivação: ativação, persistência e intensidade. A ativação envolve a decisão de iniciar um comportamento, como se matricular em um curso de psicologia.

Persistência é o esforço contínuo em direção a um objetivo, embora possam existir obstáculos, como tomar mais cursos de psicologia, a fim de ganhar um grau embora exija um investimento significativo de tempo, energia e recursos.

Finalmente, a intensidade pode ser visto na concentração e que entra em vigor perseguir uma meta. Por exemplo, pode-se estudante costa por sem muito esforço, enquanto outro aluno vai estudar regularmente, participar de discussões e tirar proveito de oportunidades de pesquisa fora da classe.

O que realmente te motiva?

Você já parou para refletir sobre isso? Então…quais são as coisas que realmente nos motivam a agir? Ao compreender e agir sobre as coisas que o motivam você começa a entender o que significa viver uma vida feliz e saudável.

Psicólogos propuseram uma série de diferentes teorias para explicar a motivação:

  • Instinto: A teoria do instinto de motivação sugere que os comportamentos são motivados por instintos, que são padrões inatos do comportamento.
  •  Necessidades: Muitos dos nossos comportamentos, tais como comer, beber e dormir, são motivados por nossas necessidades biológicas. Teoria da necessidade sugere que as pessoas têm impulsos biológicos básicos e que os nossos comportamentos são motivados pela necessidade de cumprir essas unidades.

Por exemplo a motivação para o crescimento profissional, a busca por tal crescimento a principio seria para ter mais e mais dinheiro, mas no fundo essa motivação vem da necessidade de ter dinheiro para sustentar ou dar uma qualidade de vida melhor para a família.

  • Níveis de excitação: A teoria da motivação pela excitação sugere que as pessoas são motivadas a se envolver em comportamentos que ajudam a manter o seu nível ideal de excitação. Uma pessoa com necessidades de baixa estimulação pode exercer atividades de relaxamento, enquanto que aqueles com necessidades elevadas de excitação podem ser motivados a se envolver em comportamentos, em busca de fortes emoções.

Todas estas teorias podem explicar como surge a motivação, o importante para nós é saber que a motivação é necessária e que ela é o combustível que nos move à grandes realizações nas diversas áreas da nossa vida.

Motivação interna X motivação externa

Motivações externas são aquelas que surgem de fora do indivíduo e muitas vezes envolvem recompensas como troféus, dinheiro, reconhecimento social ou elogios, que logo depois passa, não tem um efeito duradouro.

A grande maioria das pessoas vivem em busca de motivações externas, para você entender melhor vou te dar um exemplo: Uma pessoa com sobrepeso quer emagrecer, ela passa a ver fotos de modelos, de mulheres com belas formas e assim ela se motiva, ou seja, usa um fator externo para se motivar.

Já as motivações internas são aquelas que surgem de dentro de nós, e que servem como um desafio pessoal…vou usar o mesmo exemplo da pessoa com sobrepeso. Quando ela tem uma motivação interna por exemplo ela se conscientiza de que a obesidade está lhe roubando a saúde, a vida, a vitalidade, então ela se motiva a vencer ela mesma em prol de um motivo forte. Assim a motivação interna produz uma ação que vai conduzir a uma gratificação pessoal e duradoura.

Portanto podemos sim usarmos da motivação externa, mas é importante que também tenhamos fortes motivações internas em nossa vida. Pois o objetivo final da motivação é a realização e a felicidade.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

2 comentários

    • Paulo Valle

      realmente muitas pessoas esperam sempre a motivação externa… mas a motivação interna é a que abre mais oportunidades no mercado de trabalho.
      Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *