Importância da saúde na vida profissional

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Conheça os sinais de que você está se sacrificando pelo trabalho e como manter o equilíbrio da vida pessoal com as tarefas e a saúde

Dores de cabeça, indisposição, aumento de peso e sonolência pode ser considerados sintomas do stress e da síndrome de Burn out, distúrbio psíquico descrito pelo médico americano Freudenbergen, em 1974, para denominar situações de cansaço tanto físico quanto mental de um ser humano, situação muito comum para trabalhadores das grandes cidades.

Com certeza você já deve ter se deparado com situações assim no seu dia a dia, quando acorda desanimado, preocupado com as contas a pagar, mensalidade escolar e aluguel vencendo, e saber que o seu salário vai demorar para aumentar. Tudo isso absorve muitas energias psíquicas e nos faz muitas vezes já chegar no trabalho com metade da disposição. É comum acontecer isso conosco, mas também existem forma de driblar esses sintomas e tentar manter uma moderação entre a sobrecarga de trabalho e principalmente, a saúde. E então, o que fazer para ter uma vida exemplar?

A fórmula para alcançar sucesso profissional, renda salarial desejável, ter tempo para família, amigos, depende de cada um. E tudo isso pode dar muito certo se a saúde estiver em dia. Especialistas afirmam que procurar benefícios na medicina para resolver os sintomas do stress e cansaço já pode ser a metade do caminho das melhorias.

saude profissional

Na Síndrome de Burnout – o Ápice do stress –, além da exaustão, o colaborador pode apresentar um quadro de agressividade. Além disso, a pessoa acaba comendo e bebendo bastante, dorme muito e se torna sedentária. Ao perceber que o rendimento no trabalhou diminuiu, o funcionário se esforça para produzir mais e acaba se cansando.

Hoje em dia é normal ver pessoas com estes sintomas, pois elas têm a necessidade de terem dois empregos para conseguir bancar as de uma família, porém este esforço intenso traz prejuízos diretamente na saúde e interfere no desempenho profissional.

Mas como ser um profissional exemplar dentro de um contexto dentro das empresas em que exige-se muito do funcionário? O que fazer para “casar” um bom desempenho e a saúde?

Pesquisadores e profissionais orientam para que haja um balanço na realização das tarefas de um funcionário e que ele possa ter consciência dos seus limites pessoais e de até que ponto é possível ultrapassá-los sem interferir drasticamente na sua saúde. Além disso, obter bons hábitos, como uma alimentação balanceada e prática regular de exercício físico, ajuda a manter o corpo e a mente saudáveis. Tudo isso reflete num desempenho significativo das atividades dentro da empresa, ou até mesmo um profissional liberal, que também precisa se cuidar.

Confira os trabalhos mais e menos estressantes

Segundo a pesquisa da CareerCast.com, um site dos EUA especializado em profissões, o cargo de militar nos Estados Unidos ocupa a primeira posição como uma dos empregos mais estressantes, a de fonoaudiólogo ocupa a primeira posição como a menos desgastante.

Em relação à remuneração dos ofícios mais estressante, os militares recebem salário de US$ 28.840 por ano, general militar de US$ 196.300 e bombeiros com remunerações de US$ 45.250 anuais.

Já salários das profissões mais tranquilas, os fonoaudiólogos arrecadam US$ 69.720 ao ano, cabeleireiros de US$ 22.700 e joalheiros de US$ 35.350.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *