Feedback!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Entenda o conceito desta prática dos setores de Recursos Humanos essencial para promover o desenvolvimento do colaborador

Em qualquer das nossa relações pessoais, seja entre família, casal ou na empresa, necessitamos de opiniões confiáveis para basear a nossa conduta. Para desenvolver um bom trabalho e obter uma postura contundente com uma corporação, as conversas e bons relacionamentos profissionais com os superiores são fundamentais. Por isso, o meio empresarial tem adotado o feedback, prática em que há análise da postura do candidato e resposta do superior ao subordinado.

O termo Feedback, em tradução livre do inglês significa” retorno” , e é aplicado aos métodos de desenvolvimento de departamento de Recursos Humanos ou Gestão de Pessoas seguindo mesmo fundamento: dar uma resposta ou retorno a cerca de um comportamento. Um dos objetivos principais de um Feedback é ajudar algumas das partes a se desenvolver.

O Feedback é uma das ferramentas da Análise de Desempenho, método de avaliação dos funcionários que engloba diretrizes como conduta, competência, disposição, pró atividade e outras características do comportamento de um colaborador. O Feedback é usado geralmente após estas avaliações como forma de fechamento de ciclo dessa análise.

feedback

De acordo com o artigo de Carlos Hilsdorf, publicado em julho de 2012 no portal Administradores, “Feedback é um processo de alimentação que ocorre através do fornecimento de informações críticas para o ajuste de desempenho e performance de uma pessoa.”

Profissionais de RH defendem essa prática pois acreditam que ela contribui para o desenvolvimento pessoal do funcionário e do subordinado de forma igualitária. Entretanto, os especialistas reconhecem que se trata de uma tarefa difícil ter que analisar e falar do próximo, pois é difícil proferir opiniões a respeito. Além disso, o processo de Feedback é algo melindroso, pois na maioria das vezes os entrevistados não gostam de receber crítica, e vice e versa.

Para que o feedback seja legitimado, é preciso haver a análise, pois sem estas avaliações, o feedback torna-se apenas advertência. É necessário dizer também o por que não gostou de tal comportamento ou tal trabalho. Além disso, o feedback precisa ser diário.

Como dar um feedback em seis passos

De acordo com Bernardo Leite, consultor empresarial, algumas dicas são importantes para realizar o feedback:

  1. Exerça o feedback logo após a ocorrência do fato. É fundamental que o subordinado relacione o feedback com o fato concreto realizado;
  2. Analise o clima e se a pessoa que recebeu a análise estiver em momento explosivo, acalme os ânimos e desenvolva o assunto mais tarde;
  3. Dê o feedback quando estiver em particular. Não o faça na frente da equipe ou pior, isso danifica a sua imagem e a do colaborador;
  4. Faça reuniões semanais para promover respostas sobre outros projetos;
  5. Vá direto ao ponto. Não é necessário preparar o assunto que pretende abordar. A clareza nessas horas é uma das melhores estratégias;
  6. Se seu subordinado esquivar-se dando desculpas de participar do feedback, faça- o entender sobre a importância desse momento de discussão que acrescentará primordialmente na carreira dele.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *